Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos se somadas as mídias sociais, * mais de MEIO MILHÃO de acessos somente no VSR, * lido por mais de DEZ países, * mais de SETE MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Santa Catarina terá quatro eletropostos no próximo ano

Um equipamento instalado em meados de dezembro no estacionamento ao lado do posto Sinuelo na BR- 101 (sentido Sul), em Araquari, no Norte de Santa Catarina, tem chamado a atenção dos motoristas que passam pelo local. É o primeiro ponto público gratuito para abastecer carros movidos a eletricidade no Estado.

O equipamento, que parece uma bomba de combustível do futuro, é uma estação de carregamento rápido para veículos elétricos.
A iniciativa faz parte de um projeto executado pela Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), com recursos do Programa de Pesquisa e Desenvolvimento da Celesc e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).


A partir de 2017, haverá pelo menos mais três eletropostos em Santa Catarina. O primeiro deles começa a funcionar em janeiro em frente à Fundação Certi, no campus da UFSC, em Florianópolis. O segundo, até o início de fevereiro, no posto Ilha Bela, no Itacorubi, também na Capital. Já o terceiro, em um ponto a ser definido em Balneário Camboriú.


A inserção em massa dos veículos elétricos poderia trazer prejuízos à rede, aumento da demanda, queda na qualidade da energia. O objetivo geral do projeto é desenvolver um modelo original e viável de eletroposto para carregamento rápido de veículos elétricos inserido no contexto de uma cidade inteligente – reforça Marco Aurélio Gianesini, chefe da Divisão de Eficiência Energética, Pesquisa e Desenvolvimento da Celesc.


Ainda em fase de testes, a recarga é gratuita, até porque não existe regulamentação vigente para este tipo de operação, conforme explica Gianesini:

  • Os postos disponibilizarão um número limitado de recargas, pois serão os próprios postos que irão arcar com as despesas de energia elétrica.
  • Os carregamentos devem ser gratuitos por pelo menos dois anos. Depois disso, os postos poderão cobrar em acordo com a regulamentação, que está prevista para ser lançada no final de 2017. O pesquisador Daniel Gomes Makohin, da Fundação Certi, afirma que outro objetivo do projeto é incentivar a inserção de veículos elétricos no país.
  • A recarga completa da bateria demora em torno de 15 a 20 minutos. Na Parada Sinuelo, em Araquari, dois veículos podem ser carregados simultaneamente. É tudo operado pelo próprio consumidor. No ponto previsto para a UFSC, será possível recarregar um carro por vez e também bicicletas e scooters elétricas.
VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemSanta Catarina terá quatro eletropostos no próximo ano

Publicado no Verdesobrerodas



Por Zero Hora conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário