Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Chinês lança carro elétrico esportivo por R$18.000

A verdade é que fazia algum tempo que não surgia uma cópia chinesa de um automóvel europeu, americano ou japonês que chamasse tanto a atenção por seu descaramento. No entanto, a distância que existe entre a mecânica que propulsiona o carro chinês em relação à utilizada pelo veículo do qual emana seu design é enorme.

A verdade é estamos diante de uma copia descarada do Pagani Huayra. Projetado por um jovem chinês de 26 anos, é chamado simplesmente de ‘Supercar’, algo irônico se levamos em conta seu desempenho e potência. É classificado como um ‘veículo de baixa velocidade’, portanto, só pode circular na cidade.

Debaixo de sua carroceria, e de acordo com informações publicadas pelos chineses da Car News China, o ‘Supercar’ é um automóvel elétrico disponível em duas versões. Por um lado temos um modelo de 4 cv que é capaz de alcançar os 40 km/h e suas baterias lhe dão uma autonomia de 80 quilômetros com uma só carga. Acima, há uma versão ‘mais potente’ de 10 cv que pode alcançar os 60 km/h e sua autonomia é incrementada até os 100 quilômetros.

A diferença de potência e desempenho em relação ao modelo criado pelos engenheiros da marca italiana é astronômica. O corpo desse carro elétrico é fabricado em fibra de vidro e pesa somente 200 quilos. Suas dimensões são bem compactas, já que mede 4.000 mm de comprimento, 1.700 mm de largura e 1.300 mm de altura.

A verdade é que seu desenho merece poucos comentários. Basta dar uma olhada em seus faróis dianteiros, lanternas traseiras, formas da parte dianteira e traseira para concluirmos que se trata de uma cópia barata. Logicamente, as saídas de escape são falsas. Em seu interior as coisas são muito modestas, já que existe somente uma pequena tela táctil, um volante (sem airbag) e um painel fabricado integralmente em plástico.

Lembrando que o modelo lançado pela Pagani em 2011, o Huayra básico, contava com um motor de origem Mercedes-AMG biturbo de 6.0 litros e 12 cilindros com 730 cv e 1.000 Nm de torque máximo. Seria necessário juntar 73 unidades do modelo chinês para igualar a potência de uma unidade do modelo original italiano.

Essa cópia do Pagani Huayra se encontra à venda na China a partir de 38.000 yuans para a versão de acesso. Por volta de 18.000 reais ao câmbio atual.

VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemChinês lança carro elétrico esportivo por R$18.000

Publicado no Verdesobrerodas



Por PlanetCarsz conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário