Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos se somadas as mídias sociais, * mais de MEIO MILHÃO de acessos somente no VSR, * lido por mais de DEZ países, * mais de SETE MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Brasileira Eletra é referência mundial na produção de ônibus elétricos

A Eletra, fabricante 100% brasileira e referência mundial na produção de ônibus elétrico nas versões trólebus (rede aérea), híbrido (grupo motor gerador + baterias) e elétrico puro (baterias), desenvolveu e fornece o sistema de tração para o projeto do ônibus 100% elétrico - Ônibus Elétrico Assistido por Energia Solar Fotovoltaica, do Grupo de Pesquisa Estratégica em Energia Solar da Universidade Federal de Santa Catarina/UFSC.

O ônibus, Marcopolo Torino Low Entry, com plataforma Mercedes-Benz O500U Elétrico, possui sistema de tração elétrica com tecnologia da Eletra, responsável também pelo projeto de integração, com 200 kW de potência. Com comprimento total de 12.710mm, tem capacidade para 37 passageiros sentados, rampa de acesso para portadores de necessidades especiais, poltronas estofadas, sistema de ar-condicionado, wi-fi e pontos USB.

O projeto Ônibus Elétrico Assistido por Energia Solar Fotovoltaica da UFSC conta também com a parceria das empresas Marcopolo, Mercedes-Benz e WEG. Envolve o conceito de “deslocamento produtivo”, aliado a um veículo de propulsão 100% elétrica e para o qual a geração de energia é realizada por intermédio de módulos solares fotovoltaicos integrados.

O sistema de tração desenvolvido pela Eletra tem motor elétrico WEG Trifásico 250 L com 200/400 kW de potência com autonomia de até 200 quilômetros, com quatro recargas de seis minutos. O projeto de integração e tecnologia da Eletra possui baterias de tração tipo Ions de Lítio (Energia de 128kW/h com oito “Packs” e tempo de recarga de 2,5h com carregador lento e 0,5h com carregador rápido).

De acordo com a UFSC, no conceito de deslocamento produtivo, os usuários do ônibus são transportados em um ambiente extremamente seguro e confortável. O projeto, coordenado pelo prof. Ricardo Rüther, da UFSC, foi financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e custou cerca de R$ 1 milhão.

A energia elétrica será gerada pelo Centro de Pesquisa e Capacitação em Energia Solar Fotovoltaica da UFSC, localizado no Sapiens Parque. Isso significa que o ônibus é elétrico e sua fonte de geração de energia não será convencional e sim em uma estação com energia solar.

Apresentado pela primeira vez, em setembro, no 12º Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, realizado em São Paulo, o ônibus inicialmente fará o transporte de alunos, professores e técnicos da UFSC, entre o campus da Trindade e o laboratório, no Norte da Ilha, no Sapiens Parque, bairro Canasvieiras. Estudo da universidade catarinense mostra que um ônibus com consumo médio de 670 litros de diesel por mês emite cerca de 3,9 toneladas de CO2. Em um ano, a emissão chega a 46,8 toneladas de CO2.

Segundo o Grupo de Pesquisa Estratégica em Energia Solar da UFSC, os benefícios ao meio ambiente que o ônibus 100% elétrico pode gerar equivalem ao que 5.800 árvores resgatam de gás carbônico no meio ambiente. Estudo do Instituto Totum e da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), da Universidade de São Paulo, em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, demonstra que cada árvore da Mata Atlântica absorve 163,14 kg de gás carbônico (CO2) nos primeiros 20 anos de vida, o que seria uma média de 8,1 kg de CO2 por ano.
Eletra
 
VerdeSobreRodas, o ponto de encontro com a mobilidade sustentável

PostagemBrasileira Eletra é referência mundial na produção de ônibus elétricos

Publicado no Verdesobrerodas



Por segs conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário