Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Update do software melhora desempenho de abertura das portas do Tesla X

Já faz tempo que eletrônica embarcada cedeu lugar à computação embarcada. Um Mercedes topo de linha tem mais linhas de código em seus sistemas que um caça F-22, mas normalmente são sistemas fechados, funcionando debaixo do capô, literalmente. Não são atualizados exceto em eventuais revisões, e nunca, jamais em updates via 3G ou Wi-Fi, como os Teslas.

As novas gerações acharão natural um carro ser atualizado da mesma forma que um celular, e tanta coisa depender de software, mas nós que nascemos antes da invenção da metalurgia achamos no mínimo… desconcertante que coisas aparentemente triviais sejam controladas por um computador.

Um exemplo são as portas asas de falcão (gaivota é pra frutinhas) do Tesla X. Aparentemente são só um sistema mecânico, como os DeLoreans, mas envolvem uma penca de sensores, de pressão, capacitivos, ultrassônicos, e isso só para determinar se você não enfiou a pata no meio do caminho da porta: Isso tudo come processamento, então a abertura da porta leva 6,6 segundos. Ou melhor, levava. No update da versão 7.1 para 8.0 do TeslaOS, esse tempo foi reduzido para 5,1 segundos.

Nada mau, levando-se em conta que os donos não tiveram que fazer nada. Não é à toa que a indústria automobilística, que remove isqueiro do carro, chama o buraco de porta de energia e cobra mais caro está apavorada com a Tesla.

Clique aqui para ver o vídeo

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Update do software melhora desempenho de abertura das portas do Tesla X

Publicado no Verdesobrerodas

Por Meio Bit conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário