Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos se somadas as mídias sociais, * mais de MEIO MILHÃO de acessos somente no VSR, * lido por mais de DEZ países, * mais de SETE MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Polícia portuguesa adota carros elétricos

A PSP tem mais de cinco mil carros com motores de combustão, mas está a investir em alternativas mais amigas do ambiente. Um carro de patrulha da Polícia de Segurança Pública percorre o equivalente a 1.160 voltas ao mundo por ano. Com tantos quilômetros para fazer, como diminuir a pegada ambiental da PSP? Apostando numa frota diversificada.

Em 2012, a PSP tornou-se a primeira força de segurança do mundo a ter veículos 100% ecológicos ao adquirir oito carros elétricos da Nissan e “está em cima da mesa” a possibilidade de investir em mais viaturas deste gênero, avança ao Notícias ao Minuto o subcomissário João Moura. 

Os carros da gama Leaf caracterizam-se pela ausência de emissões de gases nocivos e começaram por ser usados no programa escola segura, sendo agora também usados em patrulhas no Porto e em Lisboa.

Apesar de estes veículos serem 100% elétricos, a PSP garante que o uso de luzes e sirenes não condiciona a utilização da bateria. Os carros foram adaptados como habitualmente nas oficinas da polícia, em Alfragide. Além de carros elétricos, a PSP tem apostado noutras formas de diminuir a emissão de gases com efeito de estufa para a atmosfera, como no uso de bicicletas todo o terreno (BTT) e 'segways'.

Em Viseu, Guimarães, Braga, Portimão e Vila Real, a polícia já percorre as ruas a pedalar, em duas equipes de dois elementos, com a vantagem de garantir assim a normal fluidez do tráfego, evitando o estacionamento indevido. Já os veículos de transporte unipessoal da marca Segway, apesar de terem custos de aquisição e manutenção mais elevados do que as bicicletas, são uma boa forma para circular nas zonas de pedestres onde é restrita a circulação automóvel.

Este veículo elétrico tem um eixo de duas rodas e utiliza o equilíbrio do condutor para originar os movimentos de deslocação. De acordo com o Código da Estrada, o seu uso pode ser equiparado ao trânsito dos pedestres. O uso deste transporte chegou a ser considerado ilegal em Portugal. Só em 2009 um despacho do Ministério da Administração Interna deu luz verde à utilização do segway, introduzida em 2007 mas que havia sido suspensa.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Polícia portuguesa adota carros elétricos

Publicado no Verdesobrerodas

Por Notícias ao Minuto conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário