Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos se somadas as mídias sociais, * mais de MEIO MILHÃO de acessos somente no VSR, * lido por mais de DEZ países, * mais de SETE MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Pesquisa revela bateria mais eficiente e de menor custo para VEs

Os cientistas estão desenvolvendo energia-eficiente para veículos elétricos usando silício baseado em ânodos feitos a partir de restos fossilizados de algas unicelulares chamadas diatomáceas.

A pesquisa na Universidade da Califórnia, Riverside (UCR) nos EUA poderia levar ao desenvolvimento de baterias de lítio-íon de capacidade ultra-alta para veículos elétricos.
Enquanto a grafite é o material de escolha para a maioria dos ânodos, seu desempenho é um fator limitante para fazer melhores baterias e expandir suas aplicações.

O silício, que pode armazenar cerca de 10 vezes mais energia, está sendo desenvolvido como um material anódico alternativo, mas sua produção pelo método tradicional, chamado redução carbotérmica, é cara e intensiva em energia.

Para mudar isso, a equipe se voltou para uma fonte barata de silício - terra de diatomáceas (DE) - e um processo químico mais eficiente. DE é uma rocha sedimentar abundante, rica em silício, composta pelos restos fossilizados de diatomáceas depositadas ao longo de milhões de anos.

Usando um processo chamado redução magnésiotérmica, o grupo converteu esta fonte de baixo custo de dióxido de silício (SiO2) para nanopartículas de silício puro.
Esta pesquisa é a mais recente de uma série de projetos conduzidos por Mihri Ozkan, professor de engenharia elétrica na UCR, e Cengiz para criar ânodos de bateria de lítio-íon de materiais ecológicos.

"Para melhorar a adoção de veículos elétricos, precisamos de baterias muito melhores, acreditamos que a terra de diatomáceas, abundante e barata, poderia ser outra fonte sustentável de silício para ânodos de bateria", disse Mihri.

A pesquisa foi publicada na revista Scientific Reports.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Pesquisa revela bateria mais eficiente e de menor custo para VEs
Publicado no Verdesobrerodas


Por Dnaindia conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário