Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

domingo, 11 de setembro de 2016

O que acontece com as baterias usadas dos veículos elétricos?

O que acontece quando as baterias de carros elétricos se esgotam? No caso de veículos elétricos mais antigos ou com preços mais baixos, modelos mais simples e usados de forma mais limitada, as baterias geralmente são de chumbo-ácido.

Nesse caso, após o fim da vida útil, ela é totalmente reciclável. O polipropileno da caixa é moído e reaproveitado para fazer uma caixa nova. 

Já o chumbo é fundido e usado para fazer grelhas de suporte de eletrodos de chumbo-antimônio e de dióxido de chumbo em baterias novas.

No caso do eletrólito, este é em parte enviado para a indústria têxtil e química, enquanto o ácido restante é recomposto e reaproveitado. Nas baterias de íons de lítio, apenas 50% do conteúdo metálico é reciclável. Estima-se a vida útil dessas baterias entre 160.000 e 240.000 km ou dez anos.
No entanto, tecnologias mais recentes – tais como a de fosfato de ferro-lítio ou níquel-hidreto-metálico, por exemplo – apresentam vida útil bem maior. A BYD, empresa chinesa especialista no primeiro tipo de bateria citado, fala em vida útil de 30 anos. Após esse ciclo, as células são utilizadas em contêineres de armazenamento de energia.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: O que acontece com as baterias usadas dos veículos elétricos?

Publicado no Verdesobrerodas

Por Noticias Automotivas conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário