Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

domingo, 25 de setembro de 2016

Bosch mostra como será o caminhão do futuro

O futuro está claramente a “obrigar” a mudanças drásticas no paradigma dos transportes. Isto porque vislumbramos as estradas em breves anos cheias de carros elétricos, os transportes públicos movidos igualmente a energia elétrica não poluente e, acima de tudo, a uma nova geração de veículos inteligentes totalmente autônomos a circular pelas estradas deste mundo. Agora vamos imaginar um dispositivo inteligente de 40 toneladas sobre rodas. A Bosch chamou-lhe “VisionX” e levanta o véu de como serão os caminhões em 2026.

Com os caminhões ligados à Internet, o condutor teria um papel primordial no que toca à tarefas-chave do envio de carregamentos, incluindo a verificação do status do transporte através da cloud, responder a e-mails, organizar rotas e ajustá-las para incluir carga adicional. “No futuro os caminhoneiros vão deixar de ser apenas condutores e vão passar a ter um papel importante como gestores de logística.” Refere o Dr. Markus Heyn, membro do conselho de administração da Robert Bosch GmbH.

A Bosch irá apresentar pela primeira vez no 66º IAA o seu estudo “VisionX”. A empresa vai divulgar o estudo para demonstrar o que os veículos comerciais serão capazes de fazer em apenas alguns anos. Totalmente conectado e, em alguns casos, oferecendo condução autônoma, serão movidos a diesel altamente eficiente ou mesmo a eletricidade, como a situação exigir. “O caminhão do futuro será um dispositivo inteligente de 40 toneladas sobre rodas”, diz Heyn. 

Conectividade inteligente e automação irão permitir andar nas autoestradas sem a intervenção do condutor. Isto vai dar aos condutores tempo para executarem outras tarefas como o planejamento de rotas, processamento de documentos de envio ou simplesmente fazer uma pausa.

Aumentar a eficiência ainda mais continuará a ser um grande foco no futuro. É por isso que o estudo Bosch “VisionX” leva o motor a diesel – que é particularmente econômico no mundo dos transportes pesados de mercadorias – e o combina com motores elétricos para sistemas auxiliares, como a bomba hidráulica.

Os caminhões do futuro irão beneficiar não só desta tecnologia híbrida, mas também das vantagens de convoying, que incluem a melhoria da segurança graças à travagem coordenada, aceleração e direção, bem como uma vantagem econômica significativa.

Num convoy, podem-se combinar os ganhos de segurança de condução automatizada com o aumento de eficiência que é tão crucial para o setor de veículos comerciais”, A corrente de condução permite economia de combustível de até 10 por cento. Isso é um argumento forte na indústria de veículos comerciais.

O Bosch “VisionX” demonstra o espaço que existe para otimizar esta situação no futuro. Por exemplo, a manutenção que é previsível pode monitorizar a condição técnica de um caminhão em tempo real e informar de cargas de qualquer trabalho de manutenção ou reparos que devem ser realizados. Esta é a melhor maneira de planejar pausas na programação de um caminhão, mantendo, assim, o tempo de inatividade no mínimo e aumentando ainda mais a eficiência dos transportes.

Um número de fabricantes irão mostrar no IAA como será conduzir o camião do futuro. Mas a Bosch, com o seu estudo ” VisionX”, está deliberadamente um passo à frente. Os visitantes do stand da Bosch (Pavilhão 17, Stand B 12) podem sentar-se ao volante e assistir a um filme de animação altamente realista que lhes irá permite experimentar o futuro desta condução em primeira mão.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Bosch mostra como será o caminhão do futuro

Publicado no Verdesobrerodas

Por Pplware conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário