Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Singapura é o primeiro país a autorizar táxis elétrico sem condutor

Governo de Singapura tem incentivado desenvolvimento de novas tecnologias na área da mobilidade. Os táxis sem condutor já são uma realidade em Singapura. Antes da Uber, a startup norte-americana nuTonomy iniciou esta quinta-feira os primeiros testes deste tipo de automóveis, segundo a Bloomberg.

A nuTonomy adaptou os carros elétricos Renault Zoe e Mitsubishi i-MiEV, que vão ser supervisionados por engenheiros. Estes vão intervir apenas em caso de urgência. Os passageiros serão selecionados pela startup norte-americana e vão utilizar uma aplicação para ter viagens gratuitas nesta plataforma



Os testes estão a ser realizados num percurso de seis quilômetros, em condições normais de trânsito. Ou seja, a frota de seis automóveis vai ter que lidar com semáforos e a hora de ponto na zona onde estão sedeadas empresas científicas e laboratórios de investigação governamentais. Cada carro está equipado com seis Lidar, sistema de detecção que recorre a lasers que funcionam como radares. Há ainda duas câmaras no tablier que detetam as mudanças nos semáforos.


A nuTonomy vai recolher os dados para comercializar o serviço de táxis sem condutor em Singapura a partir de 2018. “Os testes representam uma extraordinária oportunidade para recolher opiniões dos passageiros no mundo real. Este feedback vai proporcionar-nos uma vantagem única para lançarmos uma frota de carros sem condutor em 2018″, indica Karl Iagnemma, co-fundador da nuTonomy, em declarações ao Financial Times.

Iagnemma espera que estes táxis possam reduzir o número de automóveis nas estradas de Singapura, de 900 mil para 300 mil. O co-fundador justifica que o país reúne as condições ideias para estes testes: bom clima, excelentes infraestruturas e condutores que tendencialmente cumprem as regras de trânsito Além de Singapura, esta startup norte-americana está a testar carros sem condutor nos Estados Unidos e no Reino Unido, onde tem uma parceria com a Jaguar Land Rover. 
Táxis voadores: Airbus quer revolucionar a aviação em 2017 O ministro dos Transportes de Singapura tem incentivado estes desenvolvimentos e tem ” convidado empresas e laboratórios de investigação que estejam na frente desta área para testar a tecnologia sem condutor e vários conceitos de mobilidade”. Isto vai permitir que a fornecedora de tecnologia Delphi possa testar o sistema de carros autônomos neste país no próximo ano. Este anúncio surge antes de a Uber iniciar os testes de carros sem condutor, na cidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos. A plataforma norte-americana anunciou uma parceria com a Volvo para a comercialização do primeiro automóvel autônomo em 2021.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Singapura é o primeiro país a autorizar táxis elétrico sem condutor

Publicado no Verdesobrerodas

Por Dinheiro Vivo conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário