Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

domingo, 17 de julho de 2016

Índia incentiva veículos elétricos e proíbe carros a diesel

Dado o contínuo crescimento das preocupações com a poluição na Índia, o governo tomou várias medidas para combater o problema. Um exemplo seria a proibição de registo em Delhi de automóveis a diesel com cilindrada de 2000cc ou mais. No entanto, conter tais veículos por si só não pode trazer a mudança necessária. Daí, o governo estar, persistentemente, promovendo os veículos híbridos e elétricos.
Em 2015 foi lançado na Índia um plano para expandir a penetração dos VEs, como parte do Plano Nacional de Mobilidade Elétrica Mission (NEMP) que oferece incentivos para veículos elétricos e híbridos.

Apesar da pressão, a causa de veículos amigos do ambiente enfrenta vários desafios no país. Um dos impedimentos primária é de alto custo, o que, de acordo com Girish Shankar, Secretário, Ministério das Indústrias Pesadas e empresas públicas, pode ser superado pela fabricação de componentes e dos veículos na Índia.

Shankar reconheceu os desafios de tais veículos para ganharem mercado. Segundo ele os fabricantes terão que contribuir ativamente para o desenvolvimento e aceitação de veículos elétricos e híbridos na Índia.

Ele lembrou  que modelos híbridos têm expandido em todo o mundo. "Além da tecnologia, devemos tomar exemplos de outros países, e deixe-nos saltar e tirar proveito da tecnologia e diretrizes de outras experiências e poderemos avançar muito mais rápido", disse ele.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: India incentiva veículos elétricos e proíbe carros a diesel
Publicado no Verdesobrerodas



Por Philstar conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário