Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

China pode reduzir subsídios para ônibus elétricos

A China está propondo reduzir os subsídios para ônibus elétricos porque a política foi considerada excessivamente generosa. Os incentivos para ônibus elétricos serão cortado por uma média de 32%, com subsídios para os maiores modelos reduzindo até 49,5 por cento, disseram as fontes.
Segundo a proposta, os veículos elétricos de passageiros que custam mais de 350.000 yuan ($ 53.800) não serão elegíveis para subsídios governamentais.

O plano ainda está sendo revisado por vários ministérios e tem de ser aprovado pelo Conselho de Estado, ou gabinetes, afirmou a fonte.

O plano, se aprovado na sua forma atual, pode amortecer as vendas de veículos elétricos, que mais do que triplicou em 2015 para 331.000, em relação ao ano anterior.
  
A China tem encorajado os consumidores a trocarem os automóveis convencionais para EVs e híbridos plug-in para reduzir a poluição do ar para forçar os fabricantes de automóveis a desenvolver tecnologia automotiva que deverá ser dominante no futuro.

O Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A BYD Co., que produz ônibus elétricos, carros elétricos e veículos movidos a gasolina convencionais, disse terça-feira que espera triplicar as vendas EV este ano com "o apoio político abrangente" do governo. O presidente da companhia, Wang Chuanfu disse que o rápido crescimento das vendas vai se estender para 2018.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Empresa compra 75 veículos elétricos para economizar 65 mil litros de gasolina
Publicado no Verdesobrerodas



Origem: Autonewschina

Nenhum comentário:

Postar um comentário