Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

sexta-feira, 25 de março de 2016

Províncias chinesas estão negando subsídios para VEs

O governo central da China oferece generosos subsídios para compra de veículos elétricos e híbridos plug-in novos, e as províncias chinesas precisam apoia-las. O problema é que várias províncias estão se recusando a fazê-lo, deixando o mercado de VEs em alerta.

O governo central está oferecendo subsídios este ano que vão até 55.000 yuan ($ 8.500) para cada EV e até 30.000 yuan ($ 4.656) para cada híbrido plug-in. Em teoria, todas as províncias e municípios devem concordar com os subsídios. 
No entanto, entre as 14 províncias e municípios que tenham divulgado subsídios para 2016, quatro províncias confirmaram que seus subsídios serão menores do que os divulgados por Pequim. Nenhuma das quatro províncias explicou publicamente as razões.

No ano passado, as vendas combinadas de EVs e híbridos plug-in na China saltaram 340%, para 331.000 veículos. Total de subsídios para esses veículos ultrapassou 20 bilhões de yuans ($ 3 bilhões), acima dos 5 bilhões ($ 770 milhões) de yuans em 2014, de acordo com TurboInsight.

Enquanto isso, a economia da China continua a perder força. Em março, Premier Li Keqiang advertiu que o crescimento da economia pode desacelerar para 6,5% este ano, diante de uma queda de 6,9% em 2015. Alguns analistas acreditam que a desaceleração será ainda maior.

Isso poderá desacelerar o mercado de EV na China para o resto deste ano e talvez até mesmo no próximo ano. Se ele terá um impacto permanente, isso só o tempo dirá.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Províncias chinesas estão negando subsídios para VEs
Publicado no Verdesobrerodas



Origem: Autonewschina

Nenhum comentário:

Postar um comentário