Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Dois estados brasileiros disputam fábrica chinesa de carro elétrico

A Zotye mantém seus planos de construir uma fábrica no Brasil. Após a aquisição da TAC Motors, cuja fábrica está instalada no Ceará, a empresa parte para o projeto de uma instalação mais capaz para fabricar seus modelos. Há algum tempo, a Zotye negocia com incentivos com o governo cearense, a fim de instalar a planta no complexo portuário de Pecém, em São Gonçalo do Amarante. No entanto, a empresa também espera bons resultados de negociação semelhante em Goiás, cuja cidade de Goianésia estaria na mira da montadora. 

Por enquanto, o que se conhece de proposta da fábrica da Zotye é relativa ao investimento no Ceará. A ideia é construir uma planta de 200.000 m2 com capacidade para 20.000 veículos/ano, montados em CKD. Isto geraria entre 500 e 600 empregos. Mas, o projeto contempla expansão até 100.000/ano e o porto de Pecém se torna vantajoso para exportação aos países vizinhos. Nessa fase, a Zotye teria 2.500 empregados diretos.

Inicialmente, a intenção é fabricar os modelos Z100 Logic e T200 Hunter, além do elétrico E200, que poderá ainda ganhar uma rede de eletropostos na região. 

Inicialmente serão investidos R$ 200 milhões e o processo de nacionalização deve atingir 60% após cinco anos de operação. A expectativa é de início da montagem em CKD ocorra no primeiro semestre de 2017, enquanto o processo fabril se iniciaria no mesmo período de 2018. A Zotye aguarda proposta do governo para incentivos fiscais e outros benefícios para viabilizar o empreendimento.

Voltando aos produtos, o Z100 1.0 custaria em torno de R$ 35 mil, enquanto o T200 1.5 sairia por R$ 50 mil. A sensação, no entanto, seria o elétrico E200 com valores entre R$ 40 mil e R$ 45 mil, o que seria altamente competitivo, já que o veículo de dois lugares teria autonomia de 220 km e máxima de 120 km/h. Além desses, a Zotye divulga nas redes sociais que o crossover T500 (semelhante ao Tiguan) e agora o T600 (parecido com o Touareg), estão programados para chegar também ao mercado brasileiro. 

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Dois estados brasileiros disputam fábrica chinesa de carro elétrico

Publicado no Verdesobrerodas

Origem: Noticias Automotivas

Nenhum comentário:

Postar um comentário