Este espaço é reservado a quem acredita na mobilidade sustentável e queira se juntar aos números abaixo:

* mais de UM MILHÃO de acessos ; * lido por mais de DEZ países, * mais de DEZ MIL postagens, * postagens (blog e mídias sociais) durante os 365 dias do ano, * newsletters semanal, * parcerias com eventos no Brasil e exterior. Clique AQUI para saber mais.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Novas baterias poderão dar autonomia de 800 km aos veículos elétricos

Os espanhóis da Grabat Energy apresentaram no último mês aquela que pode vir a ser uma solução para tornar mais aliciantes os veículos elétricos. Tratam-se de umas novas baterias de grafeno que, em comparação com as atualmente implementadas com recurso aos iões de lítio, permitem aumentar a autonomia para valores próximos dos 800 quilômetros (salvo exceções como o Tesla Model S, os veículos elétricos apresentam, em média, uma autonomia próxima de 250 quilômetros). 

Esta solução elimina não apenas este grande handicap dos automóveis movidos a eletricidade, que assim cumprem distâncias mais próximas daqueles que utilizam os motores “tradicionais”, mas também garante outra grande vantagem que é a redução dos tempos de recarga, evitando também que seja necessário efetuar paragens de pelo menos meia-hora para voltar a colocar energia nas baterias.

Existem ainda outros benefícios que a Grabat Energy aponta à utilização das baterias de grafeno, que passam pelo menor peso destes novos componentes, bem como dimensões que podem ser entre 20% e 30% inferiores. Este projeto, em que colaboraram as Universidades de Ciudad Real e de Cordoba, tem por base um polímero de grafeno, que se destaca pela grande condutividade térmica e elétrica, bem como pelo seu peso bastante reduzido. 

Tendo em conta as inúmeras vantagens apontadas às baterias de grafeno, pode parecer estranho que gigantes que se dedicam à produção destes componentes para veículos elétricos, como a Samsung e a LG, ainda não tenham apostado nesta solução. No entanto, media espanhóis recordam que esta apresentação das baterias de grafeno havia já anteriormente sido anunciada para 2014 e 2015, o que poderá significar que se trata de um projeto com elevada complexidade, o que poderá ser um entrave para a produção em massa desta solução para automóveis de emissões zero.

VerdeSobreRodas, o seu ponto de encontro com a mobilidade sustentável

Postagem: Novas baterias poderão dar autonomia de 800 km aos veículos elétricos 

Publicado no Verdesobrerodas

Origem: Turbo

Nenhum comentário:

Postar um comentário